6 jun

Estamos próximos do final do primeiro semestre de 2019, o que significa que se você faz parte de uma empresa – pessoa jurídica – imune e isenta, tributada pelo lucro real, lucro arbitrado ou lucro presumido, esta na hora de acertar as contas com o Governo Federal.

Foi em 2014 que a extinta Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) deu lugar a atual ECF – Escrituração Contábil Fiscal. E, para aqueles que são desatentos com datas, vale lembrar que a entrega desta obrigação fiscal esta prevista para o último dia útil do mês de julho, do ano posterior ao do período da escrituração no ambiente do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

Segundo a Receita Federal, o objetivo da SPED, por meio do ECF, é o de promover a integração dos fiscos, mediante a padronização e compartilhamento das informações contábeis e fiscais – racionalizando e uniformizado assim as obrigações acessórias para os contribuintes, com o estabelecimento de transmissão única de distintas obrigações acessórias, de diferentes órgãos fiscalizadores.

A entrega via SPED torna mais célere a identificação de ilícitos tributários, com a melhoria do controle dos processos, a rapidez no acesso às informações e a fiscalização mais efetiva das operações, possibilitando o cruzamento de dados e a auditoria eletrônica.

Talvez você já saiba dessas informações, portanto, a pergunta a qual devemos fazer é:

Existe como fazer a ECF da minha empresa através do sistema Protheus?

Sim!

Se a companhia utiliza o Protheus, significa que boa parte das informações que devem ser entregues no ECF já constam e estão sendo armazenadas pelo sistema. O Protheus, desde que configurado corretamente para o seu negócio, está preparado para gerar o arquivo ECF dentro dos padrões da Receita.

 

E o que resta a ser feito?

Após a geração desse arquivo, é necessária somente uma validação: é importante ressaltar que os dados são transferidos para o validador da Receita são aqueles que estão adequados e íntegros. Em suma, o sistema Protheus elimina as etapas de captura, preparação e formatação das informações, bem como a digitação dos dados no validador da Receita.

 

Ainda com dúvidas?

Ok, sem problemas. Aqui vai um passo a passo bem curto e descomplicado de como coletar e validar essas informações:

  1. Primeiro de tudo, seu ambiente deve estar de acordo com todos os pré-requisitos de utilização do TAF;
  2. Lembre-se de atualizar o TAF (TOTVS Automação Fiscal) de acordo com o manual de atualização. Ele difere de acordo com a versão do software: Protheus V11 e Protheus V12 *.

* Lembrando que você deve manter o Protheus atualizado, para tirar sempre o máximo proveito do seu sistema e evitar complicações. Para entender melhor do que estamos falando, confira o post: Protheus 12: Tudo que você precisa saber sobre essa versão!

  1. Além do sistema, todas as tabelas autocontidas devem ser atualizadas;
  2. Agora basta realizar a integração do ERP com o TAF. O TAF oferece uma interface de integração para facilitar a geração do arquivo da ECF, possibilitando o envio de dados contábeis e fiscais do ERP para o TAF através de um Layout e Processos de Integração.
  3. Após implementar o ECF no sistema Protheus existente, basta utilizar-se do programa disponível para download no site da Receita Federal, o validador da Escrituração Contábil Fiscal (ECF).

E vale sempre se lembrar: não deixe para iniciar os procedimentos perto da data limite (31/06/2019), pois durante o processo de entrega da ECF, o programa pode apontar erros que podem e devem ser corrigidos antecipadamente.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a entrega do ECF pelo Protheus, a Prox possui uma equipe de consultores seniores à sua disposição para ajudá-lo. Eles poderão orientá-lo quanto à coleta dos dados e também no processo de atualização do ambiente e preparação para a entrega, possibilitando a geração correta do arquivo da ECF.

Clique aqui para falar com um consultor.

Avatar
SOBRE O AUTOR
Renato Souza – Diretor Comercial da PROX

Profissional especialista nos processos administrativos de controladoria com passagem pela TOTVS SA onde se especializou nas áreas fiscal e contábil. Atuou também em outras consultorias de ERP como analista e coordenador de projetos de implantação de ERP.

Facebook LinkedIn Skype 

Fechar

Nós entramos em contato com você!

[_post_title]