8 caminhos para aderir a inovação

Todos sabemos o que aconteceu com a Kodak, Blockbuster, Compaq, Atari e muitos outros líderes no passado: a ruptura.

De repente, um concorrente apareceu com uma proposta de valor sólida, e os clientes passaram a usar um novo produto e um novo serviço.

Mas não foi de repente.

Foi o resultado da inovação.

Ser interrompido ou ser o disruptor, eis a questão

Você não pode parar a inovação.

Ou você a faz, ou ela é feita para você.

Uma proposta de valor disruptiva é imbatível.

Uma vez que se expõem, os incumbentes são forçados a uma corrida pela sobrevivência.

E raramente são os inovadores que acabam sendo o prato principal.

A realidade é que não se pode fugir da inovação.

Nenhuma estratégia forte de marketing irá te salvar.

Não é verdade, Kodak?

Então, se a inovação é essa fera indomável, por que mais organizações não a incorporam em seu DNA?

Por que muitos adotam uma estratégia que equivale a “esconder-se embaixo do tapete, esperando que a interrupção já tenha ocorrido”?

Não faz sentido aderir a inovação, uma vez que ela é a chave para identificar e executar a próxima grande oportunidade?

Aderindo à Inovação: por onde começar?

Claramente, existem bloqueios que impedem a inovação.

  • “Nossa organização não é criativa”.
  • “Não somos bons em ter ideias disruptivas”.
  • “Nosso setor não pode ser interrompido”.
  • “Nós já sabemos o que os clientes querem. Já estamos aqui há anos e estaremos aqui pelos próximos cem”.
  • “A inovação requer um enorme investimento de capital e uma equipe dedicada à pesquisa e validação de oportunidades”.
  • “Nós estamos inovando. Na verdade, a cada ano surge uma nova ideia”.
  • “Nossa empresa não saberia por onde começar, é complexa, não há processos”.

A boa notícia é que esses bloqueios não são bloqueios.

A questão é que uma grande parte das organizações não sabem por onde começar.

Mas não há nada de misterioso, aleatório, caro ou complexo na inovação: a ruptura incremental ou radical está bem ao alcance de todos.

Então, por onde começamos?

Com um bocado de processos simples, qualquer um pode dominar em tempo recorde.

Na verdade, estamos falando de um mês.

A inovação é relativamente simples quando você suja as mãos: domine esses processos e as ferramentas simples de usar e pronto, está feito.

Você deixará de fazer uma grande aposta cuidadosamente calculada e com muitos recursos por ano (na melhor das hipóteses) para dezenas de testes rápidos nas mãos de usuários reais.

Diga adeus ao comprometimento de enormes recursos para validar a sua próxima grande oportunidade.

Testar novas ideias de negócios é algo estratégico, mas as organizações lutam para encontrar tempo e espaço para testar o que poderia se tornar a próxima geração de produtos e serviços.

O objetivo é permanecer na zona de conforto do que sabemos: investir tempo e esforço em objetivos de curto prazo.

Os modelos operacionais não são projetados para explorar as necessidades não atendidas dos clientes, em particular, se a ideia for radical ou disruptiva.

Tudo isso pode mudar facilmente.

Os processos e tecnologias capazes de explorar e projetar seu futuro estão aqui.

Tudo o que é preciso é uma mentalidade diferente e algumas dicas a bordo.

8 dicas para aderir a inovação

  1. Tenha o hábito de ouvir os problemas de seus clientes

Assuma agora mesmo o compromisso de sentar-se com cinco clientes-chave a cada semana e ouvir os seus problemas durante 15-20 minutos cada.

Transcreva os detalhes do que eles dizem.

Em seguida, trace uma matriz das tendências que você está ouvindo.

Domine algumas técnicas de Customer Discovery e nunca mais olhe para trás.

Nada te impedindo até agora, certo?

  1. Estacione seu viés na porta.

Quantas vezes você já ouviu “nós sabemos o que nossos clientes querem”?

Claro que sim, (você acha) que sabe!

Mas é muito fácil cair no viés de confirmação.

Ouvir o que você quer ouvir (vamos encarar, você está no modo de vendas) é o inimigo da inovação.

Ouvir o que você ainda não sabia é um ingrediente fundamental da inovação.

  1. Execute pelo menos um Design Sprint por mês

Essa é uma técnica que qualquer um pode dominar.

Na pior das hipóteses, obtenha um pouco de treinamento.

Não há desculpa para não executar sprints internos

A realidade é que você não pode se dar ao luxo de não fazê-lo.

  1. Identifique oportunidades em lotes de 10

Não passe meses tentando refinar a “próxima grande ideia” antes de mergulhar.

Nove em cada 10 novas ideias nunca devem sair do ponto de partida.

O truque é ser implacável.

Steve Jobs tinha um lema sobre dizer não às coisas muitas vezes

A sua única grande aposta é uma das 9?

Valide em horas, não em meses. Esse é o truque.

  1. Crie um protótipo de trabalho rápido.

Protótipos não são difíceis de serem montados.

Um rabisco no papel deve ser o seu primeiro protótipo.

O truque é chegar à frente dos usuários rapidamente.

Mostre seu protótipo para aqueles que descreveram seus problemas durante a etapa de Customer Discovery.

Pergunte a eles o que eles mudariam.

Mude o protótipo durante a noite e devolva-o na manhã seguinte.

Parece impossível?

Então você ainda não ouviu falar de plataformas low-code.

Os protótipos não precisam de uma equipe inteira de tecnologia para ser construído ou de um profundo conhecimento técnico.

E eles podem ser atualizados rapidamente – em horas, não em dias ou semanas.

  1. Teste e aprenda protótipos de trabalho rápido e escaláveis

Acompanhe o que está acontecendo no seu protótipo.

Não fique preso à sua versão original.

Estou lhe dizendo agora que ele vai mudar. Várias vezes.

Se não mudar, você está fazendo algo errado.

Não seja o bloqueador.

Você reduzirá o potencial ao tentar vender um protótipo que poderia facilmente ter sido adaptado às necessidades de seus clientes e resolver seus problemas.

  1. Mude ou persista

Não se apegue à sua ideia se o mercado – aqueles primeiros clientes que descreveram sua dor – estiver implorando por mudanças.

Esteja aberto para mudar a sua proposta.

E quando seus usuários estiverem pulando de alegria, esteja preparado para executar rapidamente.

  1. Obtenha um Kit Inovador Digital para Iniciantes.

Saiba mais sobre o “Kit Inovações Digitais para Iniciantes” dos Serviços de Inovação BearingPoint.

Ele inclui a plataforma low-code da OutSystems.

Cadastre-se no seu próprio kit em: https://www.bearingpoint.com/en-ie/digitalinnovationkit/ (conteúdo em inglês).

Agora, você pode ouvir isso? É o som dos seus concorrentes – se escondendo embaixo do tapete.

Quer conhecer  as vantagens e os desafios dos atuais líderes de plataformas low-code? Clique aqui!

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato!

____________________________________________________________________

A Prox é uma Consultoria de TI Independente, parceira e cliente da Outsystems.

Leia o artigo original no blog da Outsystems.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas

Renato Souza

CEO e Diretor Comercial da Prox

Renato é Diretor Comercial da Prox desde 2010. Está sempre pensando no desenvolvimento estratégico da empresa, em novas parcerias e na prospecção de novos clientes. Apaixonado pelo seu trabalho, ele tem como missão facilitar a vida das pessoas e empresas com gestão e tecnologia.

Blog

Case de sucesso Prox–Cloud Kitchen: benefícios do suporte Totvs® nas finanças 

Blog

ERP Totvs® ou software sob medida? Decida com segurança!

Blog

ERP Totvs® soluciona problemas de gestão – se não resolveu os seus, saiba o porquê! 

Blog

Ter um só fornecedor de suporte ao ERP Totvs® Protheus® gera vantagens

Blog

Como gerenciar as atualizações do ERP Totvs® Protheus® com praticidade 

São 13 anos de experiência e muito aprendizado.

Confira essa seleção de documentos que certamente te ajudarão.

Av. Professor Manoel José Pedroso, 1652 - SL. 08 - CEP 06717-100 - Pq. Bahia - Cotia/SP | Tel.: (11) 5844-8444

© 2024 - Prox - Todos os direitos reservados

RM, Protheus, Fluig e TOTVS® são produtos e marcas registradas de propriedade da TOTVS®. Logotipos TOTVS® e Microssiga são de propriedade TOTVS® S.A. A Prox Implantação de Sistemas Ltda é uma empresa de transformação digital independente e não possui nenhum vínculo, direto ou indireto, com a TOTVS®, qualquer uma das suas franquias ou qualquer um de seus representantes.