Como diminuir e acabar com a dívida técnica

Antes de tudo, o que é Dívida Técnica?

A dívida técnica é o resultado alcançado quando as equipes de desenvolvimento tomam ações para agilizar a entrega de um projeto que mais tarde precisará ser retomado.

Em resumo, é o resultado por se priorizar a entrega rápida em vez de um código perfeito.

A gerência da dívida técnica poder ser comparada a uma dívida financeira.

O devedor precisa pensar em que momento pagá-la: no momento em que ela ocorre, para logo liquidá-la; ou pagá-la posteriormente, assumindo um custo mais alto.

Como diminuir e acabar com a Dívida Técnica

À medida que o ambiente de negócios global se aproxima do tempo real, a dívida técnica paira sobre os desenvolvedores como uma nuvem escura.

Eles sabem que está lá, mas o trabalho do dia-a-dia atrapalha.

Com o tempo, a dívida técnica se acumula.

E quanto mais ela se acumula, mais difícil é de pagar.

Os CIOs ficam frustrados porque, a cada ano, espera-se que eles realizem mais com os mesmos ou menos recursos.

Os desenvolvedores evitariam o retrabalho se pudessem, porque é muito menos interessante do que construir novos recursos e produtos.

Em um nível superior, a dívida técnica tem um impacto negativo nos resultados.

Porque a inovação sofre e é mais difícil implementar novas tecnologias.

Na verdade, a totalidade das circunstâncias está fazendo com que mais equipes de software adotem o low-code, para que possam avançar mais rapidamente sem sacrificar a qualidade.

Desenvolvimento de Velocidade

Vamos encarar os fatos.

Nem todas as linhas de código precisam ser codificadas manualmente, e não são.

Os desenvolvedores de hoje estão incorporando mais softwares comerciais de código aberto em seus aplicativos do que em qualquer outro momento da história, porque não faz sentido construir do zero algo que já existe, especialmente quando não é a competência principal de uma organização.

De uma perspectiva de custo-benefício, faz mais sentido focar no código personalizado que irá diferenciar um produto, serviço ou marca.

Uma análise semelhante se mantém para o low-code.

O que é e o que não é necessário para codificar manualmente?

A resposta tende a se resumir ao nível de personalização necessário e à capacidade da plataforma.

Os aplicativos desenvolvidos com OutSystems geralmente têm cerca de 90% de low-code e 10% de código personalizado.

As organizações que adotam low-code estão fazendo isso para agregar valor mais rapidamente aos clientes.

Algumas delas estão exigindo o uso de low-code. Outras estão tornando isso opcional.

Entretanto, os projetos opcionais tendem a ser os novos produtos, os desafios empolgantes, os que tendem a impactar positivamente a trajetória de sua carreira.

Com a OutSystems, as organizações podem acelerar o desenvolvimento sem tomar atalhos que irão assombrar as suas equipes mais tarde.

Os ganhos de produtividade permitem:

  • Reduzir o valor da dívida técnica e os seus custos associados;
  • Impedir que a dívida técnica se acumule em primeiro lugar;
  • Invista mais tempo com inovações.

Reduzir e Prevenir a Dívida Técnica

A redução da dívida técnica poupa dinheiro e frustração.

Usando a OutSystems, os desenvolvedores estão conseguindo pagar todos os tipos de dívidas técnicas a ponto de poucos ou nenhum restar.

Além disso, eles estão impedindo que a dívida técnica se acumule em primeiro lugar.

Evitar dívidas técnicas relacionadas com a codificação é fácil com a OutSystems porque as melhores práticas estão incorporadas na plataforma.

Além disso, é fácil conectar recursos, o que evita dívidas técnicas relacionadas à infraestrutura.

Além disso, a OutSystems é independente de tecnologias.

Portanto, conforme os paradigmas de linguagens e infraestrutura mudam com o tempo, não há necessidade de reescrever aplicativos.

Eles são “à prova de futuro” por padrão, o que evita o endividamento técnico causado pelo envelhecimento e pela tecnologia ultrapassada.

Gaste Mais Tempo Inovando

Concentrar-se no futuro é muito mais divertido do que se arrepender pelos pecados.

Quando os desenvolvedores podem construir recursos e aplicativos mais rapidamente, eles têm mais tempo para pagar dívidas técnicas, lidar com itens de produtos em atraso e fazer o que mais amam: inovar.

Usando low-code, os desenvolvedores estão construindo aplicativos, protótipos e produtos mínimos viáveis (MVPs) mais rápido do que nunca.

Quando o low-code se torna o novo normal, as equipes atingem uma cadência mais rápida e uma mudança cultural começa a acontecer.

Elas começam a adotar uma cultura de experimentação que incentiva e recompensa a ideia e o teste de hipóteses.

O feedback mais rápido resulta em produtos mais alinhados com o que os usuários realmente desejam, o que se traduz em vantagem competitiva.

Curiosamente, as empresas que já existem há décadas ou mais de um século estão adotando culturas de experimentação por necessidade, devido à interrupção da indústria.

Em vez de tornar o fracasso inaceitável, o que, por sua vez, faz com que os funcionários escondam seus erros, essas organizações agora consideram o fracasso rápido parte do custo da inovação (com a ressalva de que os funcionários aprendem com seus próprios erros e não os repetem).

Além disso, algumas organizações estão empurrando um ethos de inovação e engenhosidade até o limite, dando aos desenvolvedores cidadãos a chance de criar protótipos, MVPs (produto mínimo viável) e até mesmo aplicativos de produção.

Quando a mesma plataforma é usada para desenvolvimento profissional e desenvolvimento cidadão, pode haver uma transferência direta do criador do trabalho original para um profissional que sabe como escalá-lo, protegê-lo e, de outra forma, transformá-lo em um aplicativo de nível empresarial.

Não é necessário que os desenvolvedores reescreverem o aplicativo. Eles podem simplesmente retomar de onde o criador original parou.

Resumindo

A melhor maneira de lidar com a dívida técnica é evitar criá-la em primeiro lugar, mas não é aí que a maioria das organizações começa.

A maioria das organizações tem visto o volume da sua dívida técnica crescer ao longo do tempo e não tem a certeza absoluta de como gerencia-la de maneira eficaz.

Usando a OutSystems, as organizações podem acelerar todas as formas de desenvolvimento simultaneamente, desde o trabalho mais mundano até o mais empolgante.

Elas são capazes de pagar a dívida técnica mais rapidamente e evitar criá-la, o que significa menos tempo gasto em codificação através do espelho retrovisor e mais tempo gasto na construção do futuro.

Quer conhecer mais sobre a OutSystems? Clique aqui!

Conheça a Outsystems

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato!

____________________________________________________________________

A Prox é uma Consultoria de TI Independente, parceira e cliente da Outsystems.

Leia o artigo original no blog da Outsystems.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas

Renato Souza

CEO e Diretor Comercial da Prox

Renato é Diretor Comercial da Prox desde 2010. Está sempre pensando no desenvolvimento estratégico da empresa, em novas parcerias e na prospecção de novos clientes. Apaixonado pelo seu trabalho, ele tem como missão facilitar a vida das pessoas e empresas com gestão e tecnologia.

Especialistas em Protheus

BlogTotvs Protheus

TI e departamentos juntos pela melhoria – e como especialistas em Protheus podem ajudar 

treinamento Totvs Protheus

BlogTotvs Protheus

Superando o turnover com especialistas em treinamento Totvs Protheus 

Empreendedorismo

Composable ERP: reinvente suas estratégias

Empreendedorismo

Arquitetura corporativa: colocando as necessidades dos clientes em primeiro plano

Transformação digital

O que você pode construir com low-code?

São 10 anos de experiência e muito aprendizado.

Confira essa seleção de documentos que certamente te ajudarão.

Av. Professor Manoel José Pedroso, 1652 - SL. 08 - CEP 06717-100 - Pq. Bahia - Cotia/SP | Tel.: (11) 5844-8444

© 2024 - Prox - Todos os direitos reservados

RM, Protheus, Fluig e TOTVS® são produtos e marcas registradas de propriedade da TOTVS®. Logotipos TOTVS® e Microssiga são de propriedade TOTVS® S.A. A Prox Implantação de Sistemas Ltda é uma empresa de transformação digital independente e não possui nenhum vínculo, direto ou indireto, com a TOTVS®, qualquer uma das suas franquias ou qualquer um de seus representantes.