Low-code vs. no-code: qual a real diferença?

À primeira vista, é fácil confundir Low-Code com No-Code.

Primeiramente eles soam como a mesma coisa.

Até mesmo as grandes empresas analistas parecem ter dificuldade para diferenciá-las.

A Gartner vê as plataformas de aplicativo “No-Code” como parte da esfera Low-Code, agrupando-as em seu último Quadrante Mágico.

Mas há uma série de diferenças muito significativas entre plataformas “low-code” e “no-code”.

Se você está pensando em se afastar do desenvolvimento de aplicativos tradicionais, ou mesmo apenas deseja experimentar o desenvolvimento de aplicativos visuais, você vai querer estar ciente do que está recebendo em cada oferta.

O que é “Low-Code” e como utilizá-lo?

Vamos começar com “Low-Code“.

O desenvolvimento low-code é uma forma dos desenvolvedores criarem aplicativos rapidamente e com o mínimo de codificação manual.

Nós usamos low-code como substantivo, pois é uma “sistema” igual a Python ou C#.

Nós também usamos low-code como um verbo para indicar um método literal de desenvolvimento de aplicativos.

Porque, ao desenvolver seu aplicativo, você está usando menos código manuscrito do que você usaria normalmente.

Usar uma plataforma low-code é similar a uma IDE (ambiente de desenvolvimento integrado), pois contém um conjunto de funcionalidades que complementam a forma como os desenvolvedores trabalham e as ferramentas que eles precisam.

Mas, é muito mais do que uma IDE tradicional.

Em termos simples, o low-code é o processo de arrastar e soltar blocos visuais de código existente em um fluxo de trabalho para criar aplicativos.

Como ele pode substituir completamente o método tradicional de codificação manual de uma aplicativo inteiro, desenvolvedores habilidosos podem trabalhar de forma mais inteligente e rápida, sem ficarem presos a uma codificação repetitiva.

Ao invés disso, eles podem focar na criação de 10% de um aplicativo que o torna diferente.

plataforma low-code

A alternativa é escrever milhares de linhas de código e sintaxe complexos.

Ao contornar isso e criar aplicativos visualmente, você pode desenvolver aplicativos pelo menos 10x mais rápido e tirar melhor proveito de seus desenvolvedores profissionais.

Esta é uma grande razão pela qual o Gartner espera que o mercado de low-code seja responsável por mais de 65% da atividade de desenvolvimento de aplicativos até 2024.

As vantagens do Low-Code

Você poderia escrever um blog inteiro sobre os benefícios do low-code.

Mas, por enquanto, vamos dar uma olhada nas maiores vantagens do desenvolvimento low-code antes de examinarmos o que o no-code traz para a mesa.

Aqui estão as vantagens:

  • Velocidade: Com o low-code, você pode construir aplicativos para múltiplas plataformas de forma simultânea e mostrar aos interessados exemplos de trabalho em dias ou até horas.

  • Mais recursos: Se você está trabalhando em um grande projeto, com low-code você não precisa mais esperar que desenvolvedores com habilidades especializadas terminem outro projeto demorado, o que significa que as coisas são feitas mais rapidamente e a um custo menor.

  • Baixo risco/Alto ROI: Com o low-code, processos de segurança robustos, integração de dados e suporte multiplataforma já estão incorporados e podem ser facilmente personalizados – o que significa menos riscos e mais tempo para focar no seu negócio.

  • Rápida implementação: O dia de lançamento pode ser uma experiência estressante. Avaliações de impacto de low-code e pré-implantação garantem que seus aplicativos funcionem como esperado. E se houver algum comportamento inesperado, você pode reverter as mudanças com um único clique.

E o que é No-Code?

As soluções no-code são criadas para desenvolvedores que talvez não conheçam nem precisem conhecer nenhuma linguagem de programação real para usar o produto.

Tudo o que o fornecedor no-code acha que o usuário precisa para criar um aplicativo já está incorporado na ferramenta.

As soluções no-code são semelhantes às plataformas populares de blogs e às empresas de design de sites de comércio eletrônico que possuem páginas pré-construídas que você pode usar para lançar seu blog ou negócio em minutos.

Entretanto, aplicativos construídos com ferramentas no-code são normalmente muito difíceis de personalizar e não têm nenhuma funcionalidade exclusiva – o que pode ser problemático se você precisar enfrentar desafios da modernização digital.

Além disso, a maioria das plataformas no-code foram inicialmente projetadas para resolver um único problema de negócios, como o gerenciamento de processos de negócios.

Então, qual é a diferença entre Low-Code e No-Code?

Existem literalmente centenas de pequenos detalhes e recursos que diferenciam as plataformas low-code das soluções no-code.

A maioria delas não é aparente no nível da interface do usuário, que é de onde vem grande parte da confusão entre as duas soluções.

Mas, limitando estritamente nossa discussão ao ato de desenvolvimento de aplicativos, certos tipos de usuários e o que eles precisam desenvolver podem direcionar sua preferência por soluções low-code vs. no-code.

As soluções no-code só atendem ao usuário comercial ou ao desenvolvedor iniciante

A grande vantagem das plataformas no-code é que elas exigem muito pouco treinamento, para que qualquer pessoa em sua organização com formação técnica possa criar rapidamente aplicativos de negócios.

A desvantagem é que isso pode incentivar a criação de situações em que as pessoas estão desenvolvendo aplicativos sem a devida supervisão ou consideração.

Previsivelmente, os resultados podem levar a preocupações de segurança, problemas de compliance, problemas de integração e aplicativos mal projetados que, na melhor das hipóteses, utilizam mais recursos do que o necessário e, na pior das hipóteses, afastam seus usuários.

O low-code foi projetado para atender tanto usuários de negócios quanto desenvolvedores profissionais

Para usuários corporativos, a criação de aplicativos úteis e bem projetados sob a orientação experiente da TI, oferece os benefícios de ampliar os recursos e tamanho da sua equipe de TI, mas com controles e governança.

Para os desenvolvedores profissionais, a capacidade de trabalhar com mais rapidez e eficiência usando um modelador visual, ao mesmo tempo em que lhes permite codificar à mão conforme necessário, significa que o backlog de aplicativos necessários diminui, enquanto o valor comercial de TI aumenta.

Low-Code vs. No-Code: Quando usar cada?

Tanto as plataformas low-code quanto as plataformas no-code são construídas com o mesmo objetivo em mente: agilidade.

E, embora a uma distância pareçam semelhantes, cada uma delas é adequada para propósitos diferentes.

O low-code é bom para o desenvolvimento de aplicativos sofisticados que executam processos importantes, muitas vezes de missão crítica no cerne do seu negócio.

Também é bom para criar aplicativos móveis e web autônomos que podem ou não exigir integrações sofisticadas.

Na verdade, ele pode ser usado para praticamente qualquer coisa.

Por outro lado, as limitações do no-code significam que ele só deve ser usado apenas para casos de uso de front-end.

Dito isto, há espaço para ambos, ou pelo menos para uma combinação de ambos, na empresa moderna.

E para aqueles que adotam o DevOps – uma outra metodologia projetada para criar maior agilidade no desenvolvimento – a combinação de low-code e no-code poderia apresentar o ambiente perfeito para o desenvolvimento de aplicativos.

Em um mundo em que tudo precisa acontecer mais rapidamento, tanto as plataformas low-code quanto as no-code podem proporcionar uma vantagem competitiva para os desenvolvedores e para as organizações que os empregam.

Entretanto, a menos que você esteja desenvolvendo apenas os aplicativos mais simples, e exija pouco em termos de customização, o low-code será sempre a melhor opção.

O low-code oferece maior flexibilidade e controle, o que significa que você pode criar aplicativos mais variados, poderosos e responsivos.

Mesmo assim, ele ainda tem a simplicidade de colocar esses aplicativos em funcionamento muito mais rápido do que se você os codificasse manualmente.

E, como o low-code ainda requer algum conhecimento de codificação, você sabe que as pessoas que criam seus aplicativos o farão corretamente, e seus novos aplicativos não irão sobrecarregá-lo com riscos de segurança ou problemas de compliance.

OutSystems para Desenvolvimento de Aplicativos Low-Code

A plataforma de desenvolvimento low-code da OutSystems pode abordar todo o espectro de casos de uso corporativo para sistemas móveis, web e core.

Eles possuem uma grande biblioteca de modelos de design para os desenvolvedores usarem, ou você pode fazer o seu próprio e aplicá-lo nos aplicativos que você criar com nossas ferramentas.

Se você quiser ver como é fácil criar experiências digitais bonitas e responsivas para seus dispositivos móveis, aplicativos web ou ambos, verifique a página OutSystems Digital Customer Experiences (conteúdo em inglês).

E se você quiser avaliar os pontos fortes e cuidados dos 18 maiores fornecedores de low-code, clique aqui!

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato!

_________________________________________________________________________________

A Prox é uma Consultoria de TI Independente, parceira e cliente da Outsystems.

Leia o artigo original no blog da Outsystems.

Gostou? Compartilhe com mais pessoas

Renato Souza

CEO e Diretor Comercial da Prox

Renato é Diretor Comercial da Prox desde 2010. Está sempre pensando no desenvolvimento estratégico da empresa, em novas parcerias e na prospecção de novos clientes. Apaixonado pelo seu trabalho, ele tem como missão facilitar a vida das pessoas e empresas com gestão e tecnologia.

Especialistas em Protheus

BlogTotvs Protheus

TI e departamentos juntos pela melhoria – e como especialistas em Protheus podem ajudar 

treinamento Totvs Protheus

BlogTotvs Protheus

Superando o turnover com especialistas em treinamento Totvs Protheus 

Empreendedorismo

Composable ERP: reinvente suas estratégias

Empreendedorismo

Arquitetura corporativa: colocando as necessidades dos clientes em primeiro plano

Transformação digital

O que você pode construir com low-code?

São 10 anos de experiência e muito aprendizado.

Confira essa seleção de documentos que certamente te ajudarão.

Av. Professor Manoel José Pedroso, 1652 - SL. 08 - CEP 06717-100 - Pq. Bahia - Cotia/SP | Tel.: (11) 5844-8444

© 2024 - Prox - Todos os direitos reservados

RM, Protheus, Fluig e TOTVS® são produtos e marcas registradas de propriedade da TOTVS®. Logotipos TOTVS® e Microssiga são de propriedade TOTVS® S.A. A Prox Implantação de Sistemas Ltda é uma empresa de transformação digital independente e não possui nenhum vínculo, direto ou indireto, com a TOTVS®, qualquer uma das suas franquias ou qualquer um de seus representantes.